top of page
Banner_QuemSomos_Abralinfe.png

A Associação

Diretoria Executiva:

Fernanda Gueiros.png
Fernanda Gueiros 
Presidenta
Advogada, Fernanda Gueiros foi a primeira brasileira a falar sobre linfedema do ponto de vista do paciente em seu extinto blog vivacomlinfedema.com. Fernanda sempre se dedicou, de forma voluntária, a conscientizar sobre o linfedema em uma época em que as informações em português disponíveis na web, e também nos consultórios médicos eram muito escassas. Ao se deparar com a dificuldade de se chegar a um diagnóstico e depois a ter acesso ao tratamento correto, Fernanda decidiu que era hora de arregaçar as mangas e ajudar as pessoas que assim como ela passavam por muitas dificuldades relacionadas à doença. Foi então em uma entrevista concedida à Revista Viver, em 2011, que a advogada manifestou publicamente sua vontade em reunir esforços para fundar uma associação de apoio às pessoas com linfedema. Em 2022, com o apoio de  todos os fundadores e do Crefito2, finalmente este sonho saiu do papel no primeiro Encontro Nacional de Pessoas com Linfedema do Brasil, o ENALINFE. 
Fernanda Nunes.png
Fernanda Nunes 
Vice Presidenta
A Gestora Pública mineira teve seu primeiro contato com o Linfedema após o nascimento da filha mais nova, Alícia, em 2017; mal conseguia atendimento, menos ainda, tratamento. Foi o que a fez buscar em 2019, na imensidão das redes a frase “bebês com os pés inchados”, e encontrou vários artigos científicos sobre o tema, e mergulhando nessa jornada,  encontrou pessoas com linfedema e especialistas nas redes sociais. O diagnóstico oficial da filha foi só em 2020 no Brasil, mas contou também com o auxílio da fundação americana, "Brylan´s Feat Foundation", que ensinou o tratamento domiciliar, e forneceu meias compressivas sob medida e adequadas para o linfedema – algo que ainda falta no Brasil… Outras mães foram aparecendo, se reuniram em um grupo informal, que abrange várias localidades brasileiras e hoje mantém o contato entre cerca de 40 mães; ainda em 2020, se uniu a um grupo de pessoas com linfedema, interessadas em formalizar uma associação nacional que pudesse defender os interesses dessa minoria; em 2021, junto à pessoas com linfedema na sua cidade, Juiz de Fora, e através de um parlamentar mineiro, conseguimos elaborar os Projetos de Lei 3440 e 3441/2022, que tramitam na Assembléia Legislativa de Minas Gerais, buscando defender os interesses das pessoas com linfedema. Ainda existem e existirão muitas articulações e ativismo político pela frente, mas ninguém está pronto para desistir, nem ela.
Adriana Oliveira.png
Tesoureira
Adriana Oliveira
Nascida no Rio de Janeiro, filha de pais imigrantes portugueses, formou-se em Direito pela Universidade Santa Úrsula, atuou 13 anos na área de Recursos Humanos, e atualmente trabalha numa Serventia Extrajudicial. Adriana tem linfedema secundário no braço esquerdo, decorrente de câncer de mama desde 2010.
Abigail Falcone.jpeg
Secretária
Abigail Falcone

Formada em Design de Moda focado para moda circular, nascida e criada em São Paulo capital. 

Diagnosticada com linfedema primário em dezembro de 2022, conseguiu encontrar o tratamento correto graças à página da Abralinfe no Instagram. 

Desde então, além da moda circular o seu foco também se voltou para a moda inclusiva e a ressignificação dela na vida da pessoa com deficiência.

Conselho Fiscal:

Soraia de Oliveira Dourado .png
Soraia de Oliveira Dourado - Conselheira Fiscal
A paulista de 42 anos é formada em Recursos Humanos, arte educadora há 20 anos, desenvolve oficinas de canto popular, danças circulares e é responsável pela comunicação social e produção musical do Centro Cultural Arenart, Instituição do extremo leste de São Paulo. Solange tem lipedema e linfedema primário grau II, diagnosticados há 10 anos.
Bruno Socolick.jpeg
Bruno Socolick - Conselheiro Fiscal

Bruno Socolik de Paiva ingressou no curso de Direito, visando orientar, esclarecer e ajudar os pacientes com Linfedema pelo Brasil afora. 

Com formação jurídica, pós graduado em Direito Civil e Código de Processo Civil, ministrou palestras orientando os pacientes e profissionais de saúde sobre os direitos dos pacientes, bem como sobre a forma correta de se elaborar laudos médicos, à luz da legislação aplicável à categoria Pessoas com Deficiência - PCD. Atualmente, trabalhando como Servidor Público do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP), continua seu incansável trabalho de esclarecimento de direitos aos pacientes e profissionais de saúde, por meio de lives, palestras e debates. Com muito empenho e dedicação, juntamente à Abralinfe e ao Crefito-2, conseguiu junto ao Poder Legislativo do Rio de Janeiro, aprovar o Projeto de Lei 4801 de 2021 que enquadra o paciente com linfedema na categoria de Pessoa Com Deficiência para todo e qualquer fim de Direito.

bottom of page